Aula expositiva de balé leva a beleza da dança clássica para Praça Rodolfo de Moraes

Tags: , , , , , , ,
Publicado em 22 de abril de 2023, por Ana Paula Figueirêdo | Categoria: Cultura

Gravatá tem tradição em revelar muitos talentos nesse tipo de expressão cultural e a gestão do prefeito Joselito Gomes valoriza ainda mais essa natureza local

 

 

Barra, tutus, sapatilhas e elegância tomaram conta da Praça Rodolfo de Moraes, espaço público que fica há poucos metros da sede do poder executivo de Gravatá.

 

 

No corre corre natural que uma manhã de sábado tem, quem passava por esse espaço público foi presenteado com uma Aula Expositiva de Balé do Corpo de Baile, promovida pela professora Fyamma Gabriella e que teve apoio da Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer – SECTURCEL.

 

 

A leveza dos alunos de balé chamava atenção de quem estava a pé, ou de quem passava em veículos na Avenida Cleto Campelo. Uma das pessoas na plateia foi Leandra Vasconcelos, autônoma, que é mãe de Jhennifer, de 17 anos, que já faz balé há aproximadamente 4 anos. “Ela começou no balé desde cedo e o sonho dela era estar onde ela está: usando a ponta. Incentivo muito ela, tanto que hoje ela faz o curso de fisioterapia por conta do balé, pois ela quer trabalhar com fisioterapia esportiva e é o que ela ama e dá energia. Eu apoio muito e estou muito orgulhosa. Acho a ideia de trazer essa aula para a rua porque não só incentiva eles que são alunos, como virem mais alunos, até porque o projeto não tem fins lucrativos, ajuda os jovens”. 

 

A bailarina, escritora e pesquisadora Fyamma Gabriella, entre uma instrução e outra, detalhou: “Essa é uma extensão do meu projeto de pesquisa, que leva o nome e a arquitetura da cidade de Gravatá, o Ballet Urbano, em que eu retiro os bailarinos da sala de aula regular para o espaço público. A praça, a estrutura arquitetônica são transformados em suporte para a gente desenvolver as aulas. A prefeitura vem disponibilizando os espaços públicos para que a gente possa realizar e deixar esses projetos acessíveis. Eu tenho um projeto social, o qual administro há 12 anos aqui em Gravatá, com aulas gratuitas de balé clássico e dança contemporânea. Tanto o projeto Ballet Urbano, que é acadêmico, quanto os próprios alunos, são frutos desse projeto social, que não tem intuito de fins lucrativos. O principal intuito é partilhar a arte e a dança-educação”. 

 

Maria Luiza, estudante de fisioterapia, 17 anos, já faz balé desde os 3 anos de idade e está no projeto social há 4 anos. “Eu sempre tive contato com a dança e eu me encontrei muito acolhida no projeto social porque eles fazem uma proposta muito diferente do que eu tinha visto, que é o conhecimento do nosso corpo, ajudar a desenvolver nosso trabalho como artista e conseguir expor isso para outras pessoas. Eu acho muito interessante a forma com que a dança toca as pessoas e mostrar isso de uma forma mais casual é muito bonito, tanto para quem passa, que se interessa por dança, quanto para o nosso desenvolvimento pessoal, principalmente com essa proposta da aula. O bailarino passa a maior parte do tempo na sala de aula, os palcos são apenas uma finalização do projeto. Então é muito interessante trazer essa visão para o público para saber o que se passa dentro da sala de aula e trazer mais gente para esse mundo”. 

 

Thamires Ferreira, diretora de Cultura da SECTURCEL, ratificou o compromisso da administração pública municipal com a arte. “A gestão do prefeito Joselito Gomes vem sempre incentivando a cultura. A aula de balé expositiva é um projeto do Corpo de Baile, de Fyamma Gabriella, um projeto social aqui em Gravatá e a prefeitura municipal está apoiando. Dessa vez estamos com ela apoiando essas aulas expositivas nos espaços em Gravatá que vai ser realizada todos os meses. São aulas para expor como eles fazem dentro do estúdio de balé e ao mesmo tempo incentivar as pessoas que estão passando aqui na praça para conhecer essa arte, que é o balé clássico. Então a Prefeitura de Gravatá sempre está apoiando a arte, principalmente nas praças, para levá-la até as pessoas”. 

 

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo 

Fotos: Marcone Barros (SECOM)


DESTAQUES


MATÉRIAS E PUBLICAÇÕES




ÚLTIMAS NOTÍCIAS