Gravatá comemora Dia de São Miguel Arcanjo e 90 anos da primeira celebração de Frei Damião no Brasil realizada na capela do Riacho do Mel

Publicado em 30 de setembro de 2021, por Ana Paula | Categoria: Cultura

Celebração eucarística aconteceu em área aberta respeitando os protocolos por causa da pandemia 

 

Dentre tantos orgulhos que Gravatá tem, um deles é ser o primeiro local onde Frei Damião celebrou, há 90 anos, a primeira missa dele quando chegou no Brasil, em 29 de setembro de 1931.

A Prefeitura de Gravatá apoiou, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, a missa campal de celebração dessa data tão importante, que aconteceu em frente à Capela de São Miguel, no Riacho do Mel.

Centenas de fiéis reservaram a noite da quarta-feira (29) para lembrar a celebração eucarística histórica para todos que acompanham a vida do frei capuchinho. 

 

Uma dessas pessoas foi a professora aposentada Maria Marlene da Silva, de 66 anos. Ela contou que “há anos atrás, eu sempre vinha para essa festa, mas há uns seis anos tive um acidente e não pude frequentar. Estou voltando hoje e sou devota de Frei Damião. Inclusive caminhei muito com ele, desde criança. Acho o apoio da prefeitura para esse tipo de evento muito bom, pois essas oportunidades são muito ricas e construtivas”.  

 

Mesma coisa foi o Severino Paulino Barbosa, de 75 anos, agricultor. “Há muitos anos que frequento essa festa e sou devoto de Frei Damião. Ando com a foto dele na minha carteira. Conheço o prefeito Joselito de longa data, ele celebrou missa, batizou meu filho, e hoje volta aqui na Capela de São Miguel como gestor da cidade. Estou bem satisfeito com ele”

 

A celebração foi realizada pelo Frei Jociel Gomes, que é o responsável pela causa de canonização do Frei Damião. Ele destacou o apoio da Prefeitura ao evento. “Sempre estávamos por aqui, especialmente no mês de maio, e foi uma surpresa quando fomos convidados para estar aqui nessa data tão significativa da Festa de São Miguel, mas também da memória dos 90 anos da primeira missão de Frei Damião aqui no Brasil, que ocorreu justamente aqui nesta comunidade de Riacho do Mel, na Capela dedicada ao Santo Arcanjo. É muito importante a participação e o apoio da Prefeitura Municipal em toda organização e agora que estamos pensando em transformar esse lugar tão importante para esta comunidade de Gravatá, devido a Frei Damião, e me coloquei à disposição para que esse espaço seja revitalizado e quem sabe aqui se torne também um santuário dedicado a este grande santo do Nordeste”. 

 

O prefeito de Gravatá, Joselito Gomes, esteve presente, junto com a primeira-dama e secretária de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes, além do vice-prefeito, Júnior Darita, o secretário de Comunicação Social e Imprensa, Rodolfo Lima, o secretário executivo de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer, Ricardo Machado, a diretora de Cultura de Gravatá, Thamires Ferreira, o diretor de Turismo, Patrick Serapião, além dos vereadores Cabritinha, Leandro do Transporte Alternativo e Nino da Gaiola. 

 

O vice-prefeito de Gravatá, Júnior Darita, destacou o caráter turístico do local. “Além da importância religiosa de hoje estarmos comemorando 90 anos da primeira missa de Frei Damião no Brasil, e Gravatá teve o privilégio de sediar essa primeira celebração, o turismo religioso também deve ser levado em consideração. É um turismo que sempre foi deixado de lado aqui em Gravatá e nós estamos incentivando esse novo roteiro, até porque faz parte de um roteiro dentro do estado de Pernambuco e por que não do Brasil? Nós temos a presença de Frei Damião em Recife, em São Joaquim do Monte, em Caruaru, Ouricuri, e a gente precisa inserir Gravatá nesse roteiro. Temos dois importantes legados: a primeira missa na Capela de São Miguel e o local onde ele fazia as orações um pouco mais à esquerda da capela. Então precisamos lembrar à população e entregar esses dois pontos e esse importante legado religioso de Frei Damião, o Santo do Nordeste”.

 

O prefeito Joselito Gomes destacou que a Capela de São Miguel pode contar com o apoio da prefeitura. “Hoje, 29 de setembro de 2021, no calendário litúrgico da Igreja Católica celebramos a Festa de São Miguel e a capelinha aqui do Riacho do Mel tem ele como padroeiro. Em setembro de 1931, o Frei Damião de Bozano, recém chegado ao Brasil, foi convidado para celebrar esta festa em Gravatá. Por isso, aqui, há exatos 90 anos, a missa foi celebrada por Frei Damião. Portanto, é uma referência religiosa para o município de Gravatá e região. Nossa gestão dá atenção, respeita, dialoga, com a realidade cristã do nosso município. Estamos sempre abertos ao diálogo e assim queremos caminhar junto à Paróquia, na pessoa do padre João Paulo, através da Secretaria de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer da cidade, vendo a melhor forma de apoiar e incentivar este local que é tão significativo para Gravatá e de modo especial para as pessoas que tiveram uma certa convivência com Frei Damião de Bozano, porque o nosso compromisso é com as pessoas”. 

 

 

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo

Fotos: Anderson Souza (SECOM)

 


QUADRO DE AVISOS




ÚLTIMAS NOTÍCIAS