Interlocutores municipais da iniciativa pública e privada se reúnem em Gravatá

Publicado em 18 de agosto de 2021, por Ana Paula | Categoria: Turismo

Intuito é fortalecer a união e criar ações coletivas para fomentar o turismo da Região Turística Serras e Artes 

O município de Gravatá é um dos oito municípios que estão inseridos na Região Turística Serras e Artes de Pernambuco, e nesta quinta-feira (22) os secretários de Turismo de Barra de Guabiraba, Bezerros, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Caruaru, Moreno e Sairé, além de interlocutores da iniciativa pública e privada se reuniram com o intuito de fortalecer a união e criar ações coletivas para divulgar a região.

Na ocasião foi mostrado o Programa de Regionalização do Turismo do Ministério do Turismo, onde foram expostas ideias para fomentar o turismo do município e as ferramentas contribuidoras para a expansão do turismo. Além de propostas como aplicativo, projeto de placas e pontuação dos roteiros turísticos para serem integrados.

Em seguida, a diretora de comunicação da Associação Pernambucana de Turismo Rural e Ecológico (APETURR), Liliane Costa, apresentou à associação que tem o intuito de promover a produção turística no meio rural e natural em Pernambuco, apoiando as entidades públicas e privadas, buscando parceiros, bem como promovendo e fortalecendo o potencial turístico dos municípios.

“Eu acho que é hora da gente mostrar às pessoas que Pernambuco é riquíssimo. Então, esse turismo de proximidade, de estar junto à natureza, ter o que mostrar, ter o que aprender, ter o que conhecer, tem tudo haver com a Região Serras e Artes no interior de Pernambuco e a APETURR. Então, esse convite foi muito bom porque a gente vir aqui, se apresentar e colocar essas iniciativas, dentro de tudo o que a gente puder fazer, para que a gente possa crescer e que Gravatá e a região se fortifique no turismo nacional ou regional, primeiro, nesse momento pós pandemia”, complementou a diretora de comunicação da APETURR.

Dando continuidade, o agente de desenvolvimento do Banco Nordeste, Falcão, falou da falta de presença do Banco Nordeste nos atrativos turísticos, no empresariamento turístico, em toda cadeia produtiva. Baseado nisso, foi criado um Programa de Desenvolvimento Territorial onde se trabalha a questão local, mas com a visão ampliada para o território. Foi dada a missão de organizar a cadeia produtiva do turismo desde a formalidade até a informalidade.

“Foram três municípios eleitos para essa ação que são os municípios de Gravatá, Bezerros e Bonito, cada um com seus atrativos turísticos e a gente apoiando financeiramente aqueles que necessitam, realmente, do apoio creditício do Banco Nordeste, o qual, não visa lucratividade e sim o desenvolvimento da região e a elevação da qualidade de vida daqueles trabalhadores nas áreas turísticas, rural, formal e informal”, acrescentou Falcão.

Pensando no turismo de Gravatá e sua fomentação, o secretário de Turismo, Júnior Darita fala sobre o motivo deste encontro: “O objetivo é criar ações coletivas de todas as cidades que fazem parte da Região Serras e Artes para que a gente possa mostrar todo potencial que toda nossa região tem. Nós, Gravatá incluindo e todas as cidades que existem no entorno tem muito potencial turístico e nós precisamos mostrar isso dentro de Pernambuco para o Brasil e mundo. Quando a gente se une, as nossas ações ficam fortalecidas. Nós criamos ações coletivas para divulgar nossa região, mostrar ao mundo como Gravatá e toda Região das Serras e Artes tem um potencial fantástico. Venha nos visitar, visite Gravatá, visite nossa região”, disse.

Marcaram presença no encontro o secretário executivo de Turismo, Cultura, Esportes e Lazer de Gravatá, Ricardo Machado, o turismólogo e diretor de Turismo, Cultura e Esportes de Gravatá, Patrick Macedo, além da presidente da APETURR, Fátima Magalhães e o diretor financeiro da APETURR, Jaime Prado.

Reportagem: Mathilde Souza

Fotos: Ednaldo Lourenço (SECOM)


QUADRO DE AVISOS




ÚLTIMAS NOTÍCIAS