Kits de jogos pedagógicos beneficiarão aprendizagem de alunos com necessidades especiais

Tags: , ,
Publicado em 07 de outubro de 2021, por Filipe Vasconcelos | Categoria: Destaque

Professores do AEE agora contam com mais recursos para oferecer educação inclusiva de qualidade aos estudantes

 

 

A Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria de Educação, realizou, nesta quarta-feira (06), a entrega de kits de jogos pedagógicos aos professores que fazem parte do Atendimento Educacional Especializado – AEE, das zonas urbana e rural, de 17 escolas.

 

O AEE parte do princípio de que nenhuma criança ou jovem com deficiência deve estar fora da escola. É necessário que o estudante se desenvolva na sala de aula e este atendimento é um apoio à sala de aula comum criado para atender os estudantes que possuem necessidades especiais, dentre os quais crianças com deficiências, transtorno do espectro autista, altas habilidades e superdotação, no qual são oferecidos meios e modos que efetivem o aprendizado dos estudantes.

 

 

Waldemir Lira é professor do AEE no distrito de Russinhas. Para ele, “as crianças com deficiência, que são atendidas na sala multifuncional, precisam de materiais concretos pra que a gente, como professor de AEE, possa trabalhar com essas crianças. Então, o material concreto é de suma importância e vai contribuir de uma forma qualitativa.”

 

 

A gestão do prefeito Joselito Gomes tem compromisso com todas as pessoas e entregar aos estudantes atendidos pelo AEE oportunidades de aprendizado integral é um empenho diário de todos os profissionais que compõem a educação do município. A coordenadora de Educação Inclusiva do município, Amanda Monteiro, pontua que “esses jogos vão contribuir no atendimento educacional especializado das crianças com deficiência da nossa rede de ensino. Hoje nós temos 12 escolas na cidade e 5 na área rural que contemplam as salas de recursos multifuncionais, onde esses alunos são atendidos no contraturno. Como sabemos que o uso de material concreto é importante, é indispensável para o ensino e a aprendizagem, adquirimos esses jogos para facilitar esse trabalho dos professores do AEE nas salas de recursos multifuncionais, que vai contribuir para aprendizagem das nossas crianças da inclusão.”

 

 

A secretária executiva de Educação, Joselma Melo, ressalta a importância de agregar o material concreto ao processo de aprendizagem especial. “Nossos alunos especiais da educação inclusiva eles tem que ter esse carinho voltado por nós para que todos realmente desenvolvam um trabalho construtivo em suas salas de aula, e para isso nós temos que oferecer meios para que eles aprendam, porque todos nós somos aprendizes e nossos alunos da educação inclusiva eles também são capazes de aprender. Nós também temos as nossas deficiências e eles também têm, mas precisam do nosso apoio, e para isso nós estamos aqui para dar todo esse suporte aos nossos coordenadores e a todos os nossos professores da rede, para que, assim, possamos desenvolver uma educação de qualidade para todos.”

 

Reportagem: Filipe Vasconcelos
Fotos: Ednaldo Lourenço (SECOM)


QUADRO DE AVISOS




ÚLTIMAS NOTÍCIAS