Outubro Rosa chega ao Posto de Saúde de Mandacaru e leva esclarecimentos sobre o câncer de mama

Publicado em 20 de outubro de 2021, por Ana Paula Figueirêdo | Categoria: Destaque

Moradoras do distrito, que fica em Gravatá, receberam orientações de prevenção a esse tipo câncer, que é considerado o mais letal do mundo 

 

Com o intuito de conscientizar as mulheres pela prevenção do câncer de mama, a campanha nacional Outubro Rosa chegou à Unidade de Saúde da Família de Mandacaru, na manhã desta quarta-feira (20).

A ocasião contou com a participação maciça da população, que ouviu atentamente às orientações da palestrante convidada, Fabiana Andrade Viana, que é coordenadora de Saúde da Mulher de Gravatá.

 

De forma didática, a palestrante realizou dinâmica com os participantes de como é possível identificar que algo está errado nas mamas. Dentre os esclarecimentos, Fabiana explicou porque a prevenção é lembrada neste mês. “Outros países começaram a observar a alta incidência de casos de câncer de mama, mas pouco investimento na prevenção e pouco conhecimento dos profissionais e da população sobre isso. A campanha Outubro Rosa iniciou no Brasil, em 2010, e foi uma data especial para que a mulher atente para a importância de cuidar do corpo. Não podemos deixar de observar nosso corpo no dia a dia e perceber que tem algo diferente. Uma das maiores incidências, no Brasil e no mundo, é o câncer de mama. Apesar de estar em segundo lugar, perdendo apenas para o câncer de pele, é o maior com número de óbitos. Por isso sempre falamos para a pessoa se olhar, se identificar, e procurar um serviço de saúde para que seja feito o diagnóstico, pois quanto antes for detectado e iniciar o tratamento, maior é a probabilidade de cura e de um prognóstico positivo”.

 

Josefa Maria da Silva Souza, de 82 anos, aposentada, foi uma das moradoras de Mandacaru que participou do evento. Ela é uma das mulheres que venceu o câncer de mama e relatou para todos os presentes como foi a descoberta. “Eu estava tomando banho e quando toquei na minha mama esquerda senti um carocinho. Foi quando fui ao médico e comecei meu tratamento. A parte do corpo da gente, o que for para fazer, faça. Não guarde. No meu caso, que tive câncer de mama há quatro anos, se não tivesse descoberto antes, ou tivesse aguardado, teria tirado minha mama. Essa palestra hoje realmente trouxe tudo o que acontece. Eu tenho um manual de prevenção e Fabiana disse tudo aqui. Essa ação aqui foi nota mil, porque tenho 82 anos e até agora só vi padre Cremildo fazer algo por nós. Agora, padre Joselito está de nota mil, pois a gente nunca viu, nas gestões anteriores, o que está se vendo agora”.  

 

A enfermeira chefe da USF Mandacaru, Ediana Accioly, fala porque é tão importante que a mulher faça os exames preventivos e reforça que a saúde de Gravatá está de braços abertos para atender a quem precisar. “É importante que toda mulher tenha consciência não apenas em outubro, mas ao longo do ano inteiro. Precisamos ter esse cuidado, tirar um tempo para nós mesmas, e não ter medo de se tocar. Justamente por esse toque nós descobrimos o que o nosso corpo tem. Se você ver algo diferente, procure a unidade de saúde mais perto da sua casa, pois todos estamos de portas abertas. Sozinha, somos pétalas, mas juntas somos uma rosa. Temos o suporte da Clínica da Mulher, mas antes a mulher deve vir para a UBS, passar por consulta com uma enfermeira, ou por uma médica, e através dos exames, como ultrassonografia, mamografia, é que a paciente será encaminhada para o médico especialista na Clínica da Mulher”.

 

O vereador Cabritinha esteve presente no evento e deu testemunho sobre a mãe dele, que agora está curada. A ouvidora do SUS de Gravatá, Clemilda Lira, também esteve presente para captar opiniões dos moradores de Mandacaru quanto ao serviço de saúde que é oferecido. O administrador distrital de Mandacaru, Roberval Ferreira, também prestigiou o evento.  

 

 

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo 

Fotos: Ednaldo Lourenço (SECOM)

 


QUADRO DE AVISOS


MATÉRIAS E PUBLICAÇÕES




ÚLTIMAS NOTÍCIAS