Secretaria de Assistência Social e Juventude de Gravatá encerra Mês da Primeira Infância com balanço positivo das ações

Tags: ,
Publicado em 09 de setembro de 2021, por Filipe Vasconcelos | Categoria: Assistência Social e Juventude

O mês de agosto foi todo dedicado a minicursos e oficinas com temas que foram voltados para as crianças gravataenses de 0 a 6 anos 

 

Em agosto, a Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria de Assistência Social e Juventude, realizou muitas atividades que fizeram parte da programação do Mês da Primeira Infância.

Nesta segunda (30), no auditório da Secretaria de Educação, houve a cerimônia de encerramento do Mês pela Primeira Infância, quando foi apresentada a palestra “A Importância da Primeira Infância”, pela multiplicadora do Programa Criança Feliz de Pernambuco em Gravatá, Delma Silva.

Entre os assuntos, Delma falou sobre a Lei 13.257/2016, que implementa políticas públicas voltadas para crianças com idades entre 0 e 6 anos. 

Fizeram parte da mesa da solenidade de encerramento, o prefeito de Gravatá, padre Joselito Gomes, a primeira-dama e secretária de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes, a secretária de Educação, Ninha Professora, o secretário executivo de Saúde, Frailan Mota, a Multiplicadora do Programa Criança Feliz de Pernambuco, Delma Silva, o coordenador do Programa Criança Feliz de Gravatá, Josivaldo Leão, e Irmã Veluzia Rodrigues, que é presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA).

Também estiveram presentes o vice-prefeito de Gravatá, Júnior Darita, secretários municipais e executivos, multiplicadores dos CRAS e CREAS, além de visitadores do Programa Criança Feliz.

Delma Silva opinou sobre o empenho da Prefeitura de Gravatá pela política pública voltada para a primeira infância. “O que nós observamos é que Gravatá vem realizando atividades com equipes profissionalmente selecionadas, com competência, qualidade, investindo em formação e principalmente investindo para que os direitos da primeira infância sejam conquistados, vivenciados. O mais importante disso é o estreitamento desse cuidado com a criança no interior da família, com os pais, mães, responsáveis, cuidando dessa criança, dando atenção para essa família. Uma criança nessa fase bem cuidada, alimentada, com atenção, amor, ela tem estrutura para se transformar num adulto mais afetivo, emocionalmente mais equilibrado, com mais chances no mercado de trabalho”.

O coordenador do Programa Criança Feliz de Gravatá, Josinaldo Leão, fez um balanço do Mês da Primeira Infância no município. “Hoje, estamos tendo o encerramento de um mês muito positivo, quando pudemos ter oficinas de brinquedoteca, de contação de histórias, tivemos várias palestras, que fizeram com que o conhecimento pudesse crescer a cada dia e vamos colocar isso em prática nas famílias que são usuárias. Foi um mês bastante produtivo, quando a gente aprendeu muito, os visitadores do Programa Criança Feliz vão colocar todo esse conhecimento em prática nas casas que são visitadas”.

A primeira-dama e secretária de Assistência Social e Juventude de Gravatá, Viviane Facundes, disse que o compromisso com as crianças continua. “Encerramos o mês dedicado à primeira infância, porém não encerramos nosso compromisso. Lançamos a semente e agora ela vai ser regada para a gente construir uma base e a Gravatá que queremos. A base são as nossas crianças. O nosso compromisso é esse: auxiliar e dar visibilidade a essas crianças que estão precisando tanto do nosso trabalho e a nossa equipe não fica de fora. Ela está empenhada em dar o melhor. Com a parceria do Programa Criança Feliz nós temos 800 famílias que são atendidas e é uma satisfação muito grande. A gente vê que a equipe está empenhada em oferecer o melhor. Foi um mês de muita aprendizagem e agora é colocar em prática aquilo que aprendemos, porque o nosso compromisso é com as pessoas”.

O prefeito, padre Joselito Gomes, falou do compromisso com o cuidado com as crianças de Gravatá. “Não queremos cuidar da primeira infância apenas durante esse mês de agosto. Queremos, todos os dias, priorizar o cuidado que devemos ter com nossas crianças e adolescentes, de modo muito especial com crianças com idades entre 0 e 6 anos. Esse trabalho vai continuar, vem produzindo bons frutos e queremos crianças felizes em Gravatá, por ter uma moradia digna, alimentação saudável, escola de qualidade, creche, atendimento na saúde e através da assistência social que as famílias em situação de vulnerabilidade social estejam participando dos vários programas e assim vivendo com mais dignidade, com mais respeito, porque o nosso compromisso é com as pessoas”.

 

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo 

Fotos: Nilson Silva (SECOM)


QUADRO DE AVISOS




ÚLTIMAS NOTÍCIAS