Visitadores do Programa Criança Feliz participam de oficinas de Brinquedoteca e de Contação de História

Publicado em 01 de setembro de 2021, por Mathilde Souza | Categoria: Assistência Social e Juventude

Os cursos fazem parte da programação do Mês da Primeira Infância e tiveram o encerramento nesta quinta-feira (19)

A Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria de Assistência Social e Juventude, através do Programa Criança Feliz, tem realizado uma programação bastante especial e enriquecedora neste mês alusivo à Primeira Infância.

Na segunda-feira (16), os visitadores assistiram a uma palestra dentro da Oficina da Brinquedoteca, com o tema “A importância do Brinquedo e do Brincar”, comandada pelas convidadas e facilitadoras de processos, Ester Gomes e Gleyzi Gueiros, no CAIC, além de uma manhã muito produtiva onde tiveram atividades práticas.

No dia seguinte, os visitadores do Programa Criança Feliz tiveram a oportunidade de conhecer a brinquedoteca comunitária no espaço da Pro Ludus – O Caminho e a importância dela para o desenvolvimento das crianças. Após a visitação, todos voltaram ao CAIC para finalizar esta oficina, que tem o objetivo de fazer com que os visitadores coloquem em prática todo aprendizado e fortaleçam os vínculos das crianças com as mães.

Ester Gomes, facilitadora de processos e secretária da Mulher, comenta sobre a oficina: “É uma mini oficina que tem como tema “A importância do Brinquedo e do Brincar” para o desenvolvimento infantil, precisamente na primeira infância. Desse modo, nesses dois dias estão sendo trabalhadas essa proposta com teorias, modelos e formas de brinquedoteca, com atividades voltadas para o desenvolvimento da criança”.

Para a facilitadora de processos e secretária executiva de Assistência Social E Juventude, Gleyzi Gueiros, essa é mais uma experiência com foco no direito de brincar. “A gente está vivenciando esse mês da infância e o brincar é a parte integrante desse processo de desenvolvimento, e o Programa da Criança Feliz tem esse olhar de cuidado e expressivo para o que acontece com a criança de uma forma mais especial, o que falta a essa criança. Então, propiciar espaços lúdicos que permitam um desenvolvimento saudável foi um dos focos da nossa discussão”, disse.

Já na quarta-feira (18), começou a Oficina de Contação de História, com o oficineiro de Teatro, Cleuton Azevedo. Ele explica o objetivo dessa aula. “A Oficina de Contação de História é voltada para o Programa Criança Feliz, para que as mães que estão dentro de casa, principalmente neste período de pandemia, possam ter um apoio para contar as histórias, para haver o resgate do vínculo dentro da família. A assistência social está trabalhando nisso, para que a família ao final tenha uma integração melhor”.

Maria Alice Alves é uma das visitadoras do programa que participou das oficinas que foram concluídas nesta quinta (19). Ela disse que “essa semana foi muito rica para todos nós, superou todas as nossas expectativas e parabéns a todos os envolvidos. Muito obrigada, foi uma construção imensa para nós estagiários. Agora, vamos colocar em prática tudo o que a gente aprendeu com nossos usuários do Criança Feliz”.

Para o coordenador do Programa Criança Feliz de Gravatá, Josinaldo Leão, “a importância dos visitadores passarem por essas duas oficinas é para que eles possam colocar em prática nas casas dessas famílias que são atendidas. Quisemos investir nesse processo para que o visitador possa, nessa primeira infância, colocar para funcionar a contação de história, a brinquedoteca, para que as crianças possam crescer dentro dessa aprendizagem”.

Viviane Facundes, primeira-dama e secretária de Assistência Social e Juventude de Gravatá, prestigiou a conclusão das oficinas e recebeu homenagem pelo dia do aniversário, comemorado ontem, dia 18. Ela falou que “mais uma oficina concluída com sucesso. É muito importante a gente dar esse apoio para a equipe para que ela se prepare para ir em busca das nossas crianças, mostrar aquilo que aprendeu, praticando aqui conosco, nas nossas oficinas e levando até as nossas crianças. É de grande importância essa valorização do funcionário, da pessoa que está aqui nos apoiando como estagiária. É muito gratificante para mim e para o prefeito, padre Joselito, que tanto se empenha para oferecer o melhor ao nosso povo”.

Os estagiários que participaram das oficinas receberam certificados de conclusão de curso e todos tiveram os contratos renovados.

Reportagem: Ana Paula Figueirêdo e Mathilde Souza

Fotos: Nilson Silva (SECOM)


QUADRO DE AVISOS




ÚLTIMAS NOTÍCIAS