Prefeitura e família gravataense assinam Termo de Desapropriação para andamento dos trabalhos da construção da ponte no Anel Viário

Publicado em 01 de setembro de 2021, por Mathilde Souza | Categoria: Finanças

Acordo foi necessário para viabilizar obra que está em construção do Anel Viário que irá ligar os bairros: Cohab II e Porta Florada


O prefeito de Gravatá, Padre Joselito Gomes, assinou o Termo de Desapropriação junto com a família proprietária do terreno onde terá a execução da obra de uma ponte no Anel Viário, que irá ligar os bairros Cohab II e Porta Florada.

A assinatura aconteceu nesta sexta-feira (13), no gabinete do Paço Municipal, e contou com a participação da primeira-dama e secretária de Assistência Social e Juventude, Viviane Facundes, do chefe de Gabinete, Lucas Noia, do secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Controle Urbano, Ricardo Malta, e do procurador de Gravatá, Marllon Lima.

O secretário municipal de Finanças, Fábio Romero, também esteve presente e ele falou como foi o procedimento até chegar neste momento da assinatura. “O termo de cessão amigável que a prefeitura celebra com os proprietários é motivado pela construção de uma ponte na Cohab II, que vai passar justamente na propriedade deles. A casa teria que ser destruída, pois a administração municipal tem o poder de determinar isso e nós fizemos uma negociação, preservando os direitos dessa família por ordem do prefeito Padre Joselito, buscando ser justo nos valores acordados com os proprietários. Foi bom para todo mundo: a família sai feliz e a cidade também agradece pela execução da obra, pois vai promover o desenvolvimento de Gravatá”.

Com essa atitude, milhares de pessoas serão beneficiadas com a intervenção, como explica o secretário de Infraestrutura, Mobilidade e Controle Urbano de Gravatá, Ricardo Malta. “Vamos iniciar a desapropriação já nesta sexta (13), que será importante para o andamento da obra e é uma orientação do prefeito Padre Joselito: de uma gestão humanizada. Conversamos com essa família e conseguimos fazer essa desapropriação para abrir frente de serviço para as obras serem executadas e concluídas no tempo esperado. Vai beneficiar milhares de pessoas que precisam acessar a Rua Amaury de Medeiros para chegar ao Bairro Novo, Loteamento Isabele, Boa Vista, então é uma obra que contribui para o bem-estar e qualidade de vida de milhares de gravataenses”. 

Os proprietários do terreno em questão, a atendente de farmácia e perfumaria, Manuela Araújo Barbosa Nascimento, e o esposo dela, o funcionário público Rafael Henrique do Nascimento, falaram como foi o diálogo com a prefeitura. “Foi um diálogo aberto, onde eu pude ser ouvido, expus toda minha situação, e em praticamente seis meses nós pudemos chegar em um denominador comum. Foi bom para todas as partes, graças a Deus. Nós vemos que é uma obra de bem comum e que bom que vai trazer mais benefícios, não apenas para o bairro, como toda Gravatá. Recomendamos que as outras famílias busquem o diálogo, o acordo, pois essa gestão dá ouvido a nós moradores, então creio que esse diálogo aberto, tanto com o prefeito, quanto secretários, facilitou bastante”.

O prefeito de Gravatá, Padre Joselito Gomes, falou que uma gestão democrática encontra soluções que possibilitam o crescimento da cidade. “Sempre a partir do respeito, da escuta, do diálogo, vamos encontrando o melhor caminho. Dessa forma, chegamos a uma decisão justa e equilibrada, tanto para um lado, quanto para o outro. A partir daí, nós estaremos continuando uma obra tão necessária e importante aqui para a cidade, diminuindo o fluxo de veículos quando tivermos a conclusão da ponte do anel viário, ligando a Cohab II a via local, próximo à entrada da Odip, na Fazenda Sampaio. O trabalho continua e nós estaremos sempre em diálogo para diante de algumas dificuldades encontrar a solução mais adequada para que o trabalho possa fluir, porque nosso compromisso é com as pessoas”. 


Reportagem: Ana Paula Figueirêdo

Fotos: Nilson Silva (SECOM)


QUADRO DE AVISOS




ÚLTIMAS NOTÍCIAS